Garland e os 4 Fiends PDF Imprimir E-mail
Dom, 22 de Agosto de 2010 20:53

 

O vilão predileto de Hinorobu Sakaguchi, o criador da saga FF, esta longe de ser Kefka ou Sephirorh, mas sim ninguém mais, ninguém menos que Garland o primeiro e ultimo chefe do primeiro jogo da saga.

Na época a história do vilão surpreendeu os jogadores que se deparavam com o chefe final, ele possuía um enredo inteligente e confuso e até aquela parte, totalmente imprevisível... Hoje vilões como Garland estão claramente ultrapassados por outros vilões da saga, porém foi à ótima aceitação dos fãs para com um enredo complexo que motivou a Square a sempre investir em histórias cada vez mais ousadas...

Certamente não temos tanto a escrever sobre Garland e os 4 fiends (demônios) quanto escrevemos sobre Kefka, Sephiroth ou qualquer outro... Mas ainda assim escreveremos esta matéria, afinal foi Garland o primeiro a ensinar-nos que um vilão não deve apenas ser odiado ou amado, mas deve ser capaz de surpreender também...

Atenção – A partir daqui o texto contém SPOILERs

O inicio do Caos

Garland era o espadachim mais notável do reino de Cornelia a ponto de nem mesmo o exército inteiro do reino ser capaz de vencê-lo. Era um homem invencível.

Ele servia fielmente ao rei, até que por alguma razão aparentemente inexplicável, ele mudou... Sua honra parecia ter desaparecido dando lugar a uma imensa ambição.

Garland então seqüestrou a princesa Sara para induzir o rei a entregar seu reino em troca da vida da própria filha. O rei mandou vários guerreiros ao seu encalço, mas nenhum foi capaz de dete-lo. Garland se refugiou no templo do Caos levando consigo Sara esperando uma resolução do reino... Até que os quatro guerreiros da luz chegaram... E nem mesmo o forte e experiente Garland foi capaz de sobrepuja-los... Garland sucumbiu e seu cadáver misteriosamente desapareceu... Como por encanto...

Os Quatro Demônios

Ao ser derrotado Garland fora tragado para 2000 anos no passado, salvo pelos quatro demônios, Lich, o demônio da Terra; Kraken, o demônio da Água; Mariatch, o demônio do Fogo; e Tiamat o demônio dos Ventos.

Os demônios enviariam Garland para o passado, transformando-o em Chaos para que ele sempre tenha poder para envia-los para o futuro.

Como Chaos Garland mandou os demônios para um futuro de 1600 anos antes dele próprio nascer.

Assim os demônios e Garland poderiam co-existir em duas epocas, mesmo que estivessem destinados a morrer pelos guerreiros da luz, segundo a profecia, eles seriam enviados do passado para o futuro novamente pelas mãos de Garland.

 

Fica claro aqui que a obsessão pelo poder que Garland ostentava tinha sido induzida pelo poder maligno dos quatro...

Os demônios supostamente nasceram da influencia maligna contida nos próprios cristais, não se sabe de certo qual seria a origem dos quatro demônios, mas eles almejavam sugar para si toda a força dos quatro cristais, impedindo-os que suas luzes iluminem o mundo, fazendo com que a natureza se revolte e morra aos poucos.

O Demônio do Vento apareceu quatrocentos anos atrás, seguido duzentos anos depois pelo Demônio da Água. Juntos eles acabaram com a civilização ao norte.

O Demônio da Terra surgiu no presente e após ser derrotado pelos guerreiros da luz o demônio do fogo também acordará. Aos os quatro demônios terem sido derrotados os guerreiros da luz voltam ao passado e derrotam Caos e também os quatro demônios, cujo poder sobrepujou até mesmo os quatro demônios elementais.

Com a derrota de Caos e os quatro demônios no passado, Garland que não era nada mais que uma marionete, ficara livre da influencia demoníaca dos quatro voltando a ser o cavaleiro que sempre fora, com isso ele não mais sequestrará a princesa Sara no presente. E o espiral do tempo teve um fim.