Cadê o Conteúdo? PDF Imprimir E-mail
Dom, 22 de Agosto de 2010 20:51

O assunto de agora é algo que vem me preocupando muito, ou talvez sempre tenha preocupado, não só a mim, mas a qualquer fã de Final Fantasy.

Os jogos são um tipo de entretenimento popular, talvez não tanto no Brasil, mas todos sabemos que FF tem muitos fãs aqui, seja aqueles que pararam de jogar no IX, seja o que acompanham a série até agora não perdendo um jogo. Quando uma franquia fica tão popular, é comum que cada vez mais cresça e surjam comunidades, amigos, pessoas, fóruns relacionados ao assunto. Muitas pessoas, bastantes fãs. Quando você chega em um fórum brasileiro movimentado, com vários tópicos, muitos usuários, logo pensa: ótimo, é agora que eu achei pessoas pra conversar sobre meu jogo favorito. Mas a “fantasia” acaba no momento em que você começa a ler cada tópico do fórum, e o que era alegria se transforma muitas vezes em um pesadelo que pode ser muito frustrante.


Fórum: praça pública na antiga Roma onde se tratavam de assuntos do interesse do público. Lugar onde funcionam os órgãos públicos (que tratam de interesse do público). Um ótimo conceito, que deveria ser aplicado aos fóruns de Internet, que na verdade são umas belas de uma “festa”. Quem não entrou em um fórum do Final Fantasy, seja do orkut, ou de sites, e se deparou (em sua maioria) com tópicos como: qual o seu FF preferido? Qual o personagem mais legal? Você já jogou isso? Qual os 5 melhores jogos da Square Enix? Esses tópicos e NADA dão na mesma coisa. O pior talvez não esteja no tópico, por mais que sejam questões de gosto pessoais, se cada pessoa souber levar a discussão o assunto pode realmente se tornar interessante, basta você apresentar o seu ponto, e defendê-lo com seus argumentos, mas nunca tentando impor. O problema, é que isso não ocorre.

Não tinha intenções de escrever sobre esse assunto, mas após varias visitas a todos os tipos de fóruns de Final Fantasy (brasileiros), após muitas tentativas frustradas de encontrar algum assunto que vale-se a pena ser debatido para que posse futuramente transformá-lo em um texto, eis que surge o assunto. O que eu encontrei após essa procura foi: absolutamente nada. Ao menos nada que se vale a pena. E, o pior, muitos fóruns possuem pessoas inteligentíssimas e bastante interessadas a levar a sério o assunto de jogos, principalmente em se tratando de FF, mas essas pessoas acabam apagadas por outras que se sobressaem por conseguirem gerar polemica em assuntos triviais. Eu relutei muito para não escrever sobre isso, pensei que poderia ser uma ofensa para muitos fãs da série, afinal, esse tipo de tópicos são bastante respondidos, o que significa que muitas pessoas têm realmente interesse em não discutir nada. Mas assim como tem pessoas que adoram expressar sua opinião, outros podem sofrer de carência de conteúdo.

A gota da água para decidir por essa matéria foi um assunto absurdo que eu vi em uma comunidade, onde o tópico começava com: Sephiroth é o melhor vilão. O que se imagina quando se lê algo assim é que é mais um daqueles tópicos de fãs loucos de FFVII, que tudo relacionado ao jogo é perfeito, melhor vilão, melhor sistema, melhor tudo. Quando se entra em uma discussão assim, você talvez pense: ta, vou dar uma chance, talvez o cara tenha bons argumentos. É ai que o negocio fica triste a ponto de se chorar. A primeira coisa que se vê é UMA linha apenas de uma “explicação” que não tem pé nem cabeça, algo do tipo GOSTO por que GOSTO. Ta, tudo bem, por que não dar chances a respostas? A primeira resposta... Pior ainda, alguém afirma que o vilão de FFIX é o melhor, outro diz que Kafka do FFVI é melhor, mais algumas respostas abaixo, já têm a clássica briga entre usuários do fórum, xingamentos, palavrões, e tudo isso, graças a mais uma discussão que nunca levará a lugar nenhum.

Como dizia o filosofo Kant: gosto SE discute, mas NÃO se disputa. Não tem nada de errado em expressar seu gosto, sua opinião sobre as coisas, mas fazê-lo corretamente é o que parece ser o problema para a maioria. Em fóruns que se pode criar enquête, é legal, faça sua pergunta. Quer saber qual o personagem mais amado do público do fórun? Coloque sua pergunta, faça a enquête, nesses casos é algo como uma “pesquisa” mas só informalmente, não precisa também chegar com mil teorias sobre cada personagem e escrever textos enormes, não, as vezes o cérebro precisa desligar e uma discussão casual não faz mal. Assim você vota, vê o percentual e pronto. Em fóruns que não se faz esquetes, mas que possui esse mesmo tipo de assunto em pauta, creio que as coisas possam ser levadas mais com maturidade. No caso do vilão, por exemplo, é fato que a maioria gosta de Sephiroth, ok, ele é o mais “style”, o mais “cool”, o mais “foda”. Mas você já se perguntou por que gosta dele? Já foi atrás das fontes, para saber como e da onde a Square Enix criou, em que se basearam, como é realmente o jeito do personagem, e os propósitos? E no caso de Kafka de Final Fantasy VI, você o adora, é um grande vilão, FFVI é um ótimo jogo. Mas você tem ao menos idéia de que Kafka é o nome de um filósofo famoso? Já leu algum livro dele? Tem mais ou menos idéia das diferenças e semelhanças entre o personagem da Square Enix e o filósofo da vida real? É baseado nele ou se só pegaram o nome? Quando você apresenta pontos assim em uma discussão de “gosto”, sem tentar impor o seu, ou mesmo apelar para palavreado de baixo calão, então essa é uma discussão de “gosto”, com conteúdo.

Nem tudo é um pesadelo! Várias, e várias pessoas apresentam opiniões e discussões bastante interessantes. Teorias montadas com bases nos fatos e acontecimentos do jogo, mas não teoria sem pé nem cabeça, como: eu acho que o Cloud é gay. Mas teorias que através de coisas às vezes imperceptível no jogo, alguém consegue enxergar de outra maneira expor para as pessoas o seu ponto de vista, fazendo todos refletirem, reverem conceitos e perceberem que o mundo de FF (seja qual for) é muito mais complexo do que se pode imaginar. Mas essas pessoas são simplesmente ATROPELADAS pela enxurrada de lixo que são postados como respostas aos seus questionamentos de valor. Deixando a pessoa que postou triste, ou irritada, e até desiludida com capacidade de nunca mais postar de novo, por medo de que seu tópico se transforme de novo em um “playground”.

Algumas muitas vezes tentam argumentar, mas quando você se depara “debatendo” (se é que se pode chamar de debate, quando apenas um dos lados apresenta algo dentro da cabeça), você encontra resposta do tipo: o Sephiroth é o melhor por que ele é MAU, e ele é “FODA”. Como podem ver são “ótimos” motivos para se gostar dele. Em primeiro lugar, qual o conceito de MAU? O Que é o mau e o que é o bem? Pense um pouco, nem os maiores pensadores e intelectuais da humanidade conseguiram responder ou achar um conceito plausível para esses dois termos, não creio que a Square Enix tenha conseguido e que um fã tenha entendido e compartilhado no fórum toda sua “inteligência” com o público.

Ainda assim você foi lá, leu o tópico que pode ou não ser interessante, se decepcionou com as respostas das pessoas mal educadas, ou que simplesmente “jogam” sua opinião no ar, sem base de fundamento nenhuma. Se você passou por isso tudo: parabéns. Mas ainda há a pior coisa, talvez a coisa mais repulsiva de uma discussão, respostas como: concordo, é verdade, “falow” tudo, risadas. Se você riu por causa de uma resposta, não precisa anunciar, você está em um fórum de discussão, não numa conversa privada no MSN, ou jogando papo fora com seus amigos no bar. É impressionante o número de assuntos que são literalmente “destruídos” pelas respostas das outras pessoas.

Surgem os carentes de conteúdo, os frustrados por não conseguir manter uma discussão inteligente, ou ao menos amigável em um lugar, graças aqueles que fazem questão de desviar o assunto, xingar, ou simplesmente “banalizar” o assunto que você tinha postado achando que ia conseguir arrancar bons argumentos do público. Outro grande problema que assola as discussões são os famosos flooders, as pessoas que postam várias vezes, muitas coisas sem sentido ou desnecessárias. Dificilmente quem é flooder é alguém que valha a pena abrir ou continuar uma discussão, para esse tipo de gente, o melhor que se tem a fazer é que deixá-los falando sozinho. Se você não sabe o que falar, ou não tem o que dizer é melhor não falar, por que se você abrir a boca, daí sim é que os outros vão ter uma confirmação de que você é um idiota.

O triste é quando tudo realmente sai dos trilhos, os moderadores do fórum não aparecem nunca, o que seria imprescindível uma vez que não podemos contar com o bom senso dos usuários. Ou quando tópicos começam com um assunto (às vezes até interessante) e acabam com 300000000000 de respostas, e um assunto que parece ter surgido de outro planeta.

Mas e se eu quero saber a opinião dos outros? Quero postar algo para que eu saiba o que cada um pensa a respeito de cada jogo do Final Fantasy? Tudo bem, esse tipo de tópico não é proibido, nem deveriam ser. Mas quando você abre um tópico como, por exemplo: Final Fantasy X, e na primeira linha coloca, quero saber o que vocês pensam desse jogo, que pra mim é o melhor. E acaba na mesma PRIMEIRA linha. Daí então, a coisa é séria. Por que você chegar, pedir opinião e não dar nem a sua opinião que seja algo razoável, então a partir desse instante você está criando o tópico ou por simples polêmica, ou por que realmente, nem você sabe os motivos de por que gosta daquilo. Não é simplesmente “vomitando” um “pra mim esse é o melhor” que você está dizendo algo, isso é o mesmo que simplesmente não falar nada. E nesses casos, como já dito, é melhor não falar nada.

Esteja ciente, Final Fantasy é a série de RPG mais popular de todos os tempos, tudo que é popular é porque possui muitos fãs e se torna “pop”, está na “boca do povo”. Quando se atraí muitos fãs, você junta todo e qualquer tipo de pessoa, não importa a idade, a sexualidade, a nacionalidade. Então você vai encontrar pessoas que pensem muito diferente de você ou simplesmente, pessoas que, por incrível que parecem, aparentam NÃO pensar. É normal que você esteja sujeito a criticas, a xingamentos, a palavreado horríveis, a pessoas que começaram a jogar Final Fantasy ontem e querem cantar de galo, a opiniões de pessoas mais jovens, tudo isso vai estar lá, pode ter certeza. A questão que fica no ar é: sabendo de tudo isso, num fórum com mais de 15 mil pessoas, será que vale a pena mesmo tentar falar algo que “preste”?

Com isso, cada vez mais vão se afastando as pessoas que realmente tem algo a acrescentar, os engraçadinhos de plantão vão ganhando espaço. E cada vez mais contribuem para que os fãs de jogos de videogames sejam tachados como crianças, infantis, retardados, e muitos outros adjetivos. E é assim que caminha a comunidade dos fãs.

Não se pode vencer a maioria. A questão tratada aqui não é uma guerra entre quem é fã inteligente, ou quem é burro, inteligência é algo muito subjetivo, não tem como você conhecer todas as pessoas, nem como “medir” seu grau de inteligência. Não vá agora lá e comece a postar coisas como: abaixo os tópicos sem sentido. É uma boa iniciativa, mostra que você realmente se importa com jogo preferido e quer ver pessoas e conteúdos mais interessantes. Mas, lamentavelmente, não deixa de ser um “tópico sem sentido”, ou alguém ai acredita mesmo, que um tópico falando isso, possa convencer 15 mil fãs? No fim, ou será respondido por outras pessoas que apóiam suas idéias, ou será “atropelado” pela leva de tópicos inúteis do dia seguinte (ou até do mesmo dia). Não é para brigarem, nem lutar, mas também não precisam se conformar. Faça sua parte apenas. Achou um assunto legal, debata, não de bola pras outras respostas, finja que você só enxerga as pessoas que lhe interessam. Seu tópico saiu do assunto graças a um idiota que foi lá postar qual a cor do cachorro dele? Simplesmente não responda mais ao tópico, tente outro fórum. A partir do momento que você responde a eles, e às vezes, devido à ira do momento responde até no mesmo “nível”, você está dando tudo que eles querem: diversão. Polêmica, bate-boca, quebra pau, lavação de roupa suja, etc. Não desanime, existem milhares de fãs pelo Brasil que também gostam de Final Fantasy, acredite, não tem como você não “achar” ninguém com quem conversar (mesmo que às vezes pareça impossível).

Não costumo escrever coisas tão informais assim, mas nesse caso foi necessário, quem passou ou passa por isso, sabe como é realmente frustrante ver 10.0000 fóruns e comunidades de Final Fantasy, mas ao mesmo tempo é como se não houvesse nenhuma, devido a grande falta de conteúdo delas. O importante nesse caso é não desanimar, não dar mais motivos para brigas, faça sua parte, procure a comunidade que você melhor se encaixa, faça seus amigos, e depois quem sabe, por que não, crie suas salas de discussão particular no MSN, ou na vida real mesmo. Mas lembre-se, mesmo que você encontre as “pessoas” certas para conversar, nunca devemos nos fechar em um grupo só. Mente aberta, bola pra frente, e muitas discussões.


Por: Anderson Webber (Kasuga)