O Planeta PDF Imprimir E-mail
Sáb, 04 de Setembro de 2010 01:12

Esse é um texto introdutório da história do game, é interessante pois explica melhor sobre quem em era os Cetra e o que realmente é o Lifestream, confira:

O planeta... Um astro que vaga pelo espaço, gravitando em uma orbita definida. Uma massa de terra e areia. Mas não como asteróides, meteoros ou cometas. Diante de um Planeta estes últimos tem tanta importância quanto poeira espacial.

"Mas o que faz de um planeta algo tão importante assim?". Você deve estar se perguntando. A resposta é simples: tudo. Tudo é "o motivo". Porém talvez, o mais importante dentre tantos é o destino para o qual ele fora designado em tempos imemoriais... Um planeta possui um grande motivo para existir: o de dar a vida, de dar abrigo e proteção a aqueles que possuírem vida... E apenas eles tem o poder de CRIAR a vida. Contudo, ao se fazer isso, os Planetas sacrificam sua própria energia, mesmo que por um curto período de tempo. Utiliza-se de seu fluxo de vida para criar outros... Sangue de seu sangue... Parte de seu Lifestream... Até que estes seres voltem de sua jornada e se tornem, novamente, um só com o Planeta... Isso é o que faz os Planetas serem Planetas.
Entretanto, estes seres normalmente não sabem disso. E no topo de todos eles, estão os humanos... Os mais condenáveis dentre todos, pois, mesmo com a sua inteligência superior, NÃO SE IMPORTAM COM ESSE SACRIFÍCIO. E dessa forma utilizam de sua sapiência para depredar o Planeta e roubar o seu Lifestream para uso próprio. Para satisfazer seus desejos mesquinhos... E adquirir poder...

Mas, antes deles, existiram outros. Outros que consideravam um Planeta o dom máximo de qualquer ser vivente... Que reconheciam todo o esforço realizado pelo local onde viviam. Um povo nômade, que acreditava no encontro da Terra Prometida, onde finalmente receberiam a felicidade suprema. A felicidade de retornar ao Planeta. Estes foram chamados de Cetra. Os verdadeiros habitantes do Planeta...

Mas aqueles que não concordavam com a jornada dos Cetra surgiram. Assim cessaram a migrações deram início a uma vida sedentária. Uma vida fácil. Removendo tudo do Planeta sem dar nada em troca... Estes eram os humanos.

Diferentes dos Cetra, este povo não se arriscaria pela segurança do Planeta. Não moveria um dedo. E foi o que fizeram (ou "não" fizeram...). Há muito tempo atrás, um desastre se abatera sobre o Planeta. Um desastre forte o bastante para levar consigo parte do Planeta. E toda a vida seria extinta. Os humanos, com suas vidas cômodas, aceitaram de cabeça baixa. Mas os Cetra enfrentaram esse destino, sacrificaram-se para que o planeta recuperasse suas energias e fosse capaz de cicatrizar o ferimento. E assim, poucos Cetras sobreviveram... Enquanto os humanos continuaram a crescer em números, tornando-se a raça dominante.

Uma raça com os mesmos ideais de milhares de anos atrás...

Desde então os humanos tentam, através de sua ciência, atingir a capacidade e o poder dos Cetra... O conhecimento supremo da força misteriosa conhecida como mágica. E assim descobrem as chamadas Materias, Lifestream cristalizado, portadoras dos conhecimentos dos antigos, aprendendo, em seguida, a produzir tais pedras.

Com todo o poderio, a humanidade começa a se rebelar contra as demais raça. Destroem tudo e até a sí mesmos. Humanos sobrepõem humanos... E num ciclo imortal de poder e ódio, nascera a companhia de energia conhecida como Shinra, que, com seu sistema de absorção de Lifestream (energia Mako para eles) para utilização como fonte de energia para seus aparelhos e sua vida fácil, passa a dominar todos os ramos da sociedade... E agora avança para o seu monopólio, sobre a natureza, criando armas biológicas...

Nesse meio tempo surge um homem que se diz superior aos Cetra... Um homem que se tornara um Viajante do Lifestream, absorvendo todo o conhecimento dos Ancients (como os humanos chamavam os Cetra). Um homem... Não um homem... Um ser. Fruto da falta de ética dos humanos, que ousam brincar de Planeta... Sephiroth.

Todavia, nem tudo está perdido. Existem, entre muitos, uns poucos que conhecemos ideais dos Cetra e o seguem, tentando impedir a inevitável morte do Planeta... Quando todo o Lifestream é drenado, deixando-o seco. Sem a capacidade de criar, de renovar a vida...

E é exatamente no período de transição de um desses humanos, que passa de um simples membro da SOLDIER, a divisão de elite de soldados da Shinra, para um guerreiro que luta pelo Planeta e pela sobrevivência da humanidade, que se situa essa magnífica história. Uma história que mescla um enredo perfeito a personagens de grande carisma (apesar de não superar os de seu predecessor, Final Fantasy VI), onde Cloud, o marcenário de Nibelheim, passará por todos os seus temores... Conhecerá o pavor de não conhecer a si mesmo, de saber que existe algo ou alguém dentro de si que não conhece ou mesmo controla... Conhecerá o amor e o desespero de perde-lo diante de seus olhos... Tudo isso com a amizade de seus companheiros, que o acompanharão durante a árdua batalha à procura de Sephiroth, de si mesmo e de uma ameaça que põe em risco todo um planeta...