Principal PDF Imprimir E-mail
Ter, 09 de Outubro de 2012 13:35

 

Lançamento original Plataformas
15 de dezembro de 2011 PlayStation 3 / Xbox 360
Gênero
Role-playing game
Série
Fabula Nova Crystallis
Modos de jogo
Single-player

 

 

Final Fantasy XIII-2, sequência de Final Fantasy XIII, foi anunciado bem no início de 2011, em um evento da Square-Enix. A equipe, formada principalmente pelo diretor Motomu Toriyama, e produtor Yoshinori Kitase, tinha a intenção de criar um jogo que respondesse às críticas do primeiro. Em dezembro do mesmo ano, o título foi lançado no Japão, e logo em seguida em janeiro de 2012 saiu no ocidente, para Playstation 3 e Xbox 360, vendendo um considerável número de cópias.

Final Fantasy XIII-2 continua o enredo de seu antecessor, colocando Serah e o estreante Noel como protagonistas. Após os eventos do primeiro jogo, Lightning desapareceu misteriosamente, e apenas sua irmã se lembra dela se reunindo com o grupo no final do jogo; três anos mais tarde, a cidade de New Bodhum é atacada por monstros interdimensionais, e Noel aparece para proteger Serah, dizendo que Lightning está viva em um lugar chamado Valhalla, e que o enviou para trazê-la até ela. Os dois partem em uma jornada para descobrir os paradeiros de Lightning, e mais importante, mudar o futuro apocalítico que espera a humanidade.


Gameplay
A jogabilidade recebeu várias revisões, e o design correspondeu às reclamações de Final Fantasy XIII; se antes a lineariedade incomodava os mais ávidos por exploração, os cenários foram expandidos, e apresentam mais passagens opcionais.

O personagem agora pode pular, e interagir com o cenário usando o cristal de Mog; além dele funcionar como um detector de tesouros, o moogle traz ainda uma nova função que altera o sistema de encontro: já que o tempo-espaço está uma bagunça, os monstros aparecerão randomicamente no campo, e no momento que aparecerem, um contador será ativado; atingir o inimigo quando o ponteiro estiver no verde, garante um Preemptive Strike e alguns buffs. No amarelo, os monstros já começarão a perseguí-lo, e caso encostem no seu personagem, o oponente entrará na batalha com vantagem.

“Cinematic Action”, outra novidade do título, são as famosas QTEs. Eventualmente, nas cenas onde o personagem realizar algum tipo de ação mirabolante, o jogador precisará apertar uma sequência de botões para ganhar um bônus no final da batalha, ou mesmo um buff temporário.
As batalhas mantêm o sistema de Paradigm Shift do anterior, com pequenas modificações. As seis roles do anterior continuam, mas são desenvolvidas em um Crystarium reformulado.

Em Final Fantasy XIII, não se podia trocar o personagem durante as batalhas, e a morte do líder resultava em um game-over; isso também mudou na sequência com o comando “Leader Change”, usando-o você pode mudar de líder a qualquer hora.

Foi incluído também um sistema de recrutamento de monstros; inimigos derrotados ocasionalmente poderão se tornar em cristal, e serem domados. É possível associar até 3 monstros aliados a um Paradigm slot, e alterná-los em tempo-real; cada monstro possui seu próprio Crystarium, no qual você pode desenvolvê-los distribuindo itens ganhos em batalha. Todos possuem uma habilidade especial, o Feral Link; usando ele, uma sequência de botões aparecerá na tela, e acertando toda a sequência, o ataque infligirá mais dano ao oponente. Monstros mais fortes são mais raros de se encontrar.

As múltiplas respostas voltam na forma de Live Triggers, onde em certos diálogos, é possível escolher entre quatro frases diferentes (muitas bem hilárias); a maioria, no entanto, não chega a alterar diretamente o andamento do jogo, e apenas servem para aumentar a interatividade.

 

Música
Mais compositores se envolveram com a produção da trilha sonora desta vez, juntamente com o veterano Masashi Hamauzu (que compôs as músicas do anterior); o resultado é bastante eclético e diferente para os padrões da série; há mais músicas cantadas do que em qualquer outro título, incluindo rap, e death-metal no repertório. As cantoras Origa e Joelle emprestaram suas belíssimas vozes para algumas faixas da OST. Algumas músicas de Final Fantasy XIII também retornam (para a felicidade de quem curtiu a trilha sonora), e tocam em momentos específicos da trama, ou mesmo nos cenários.

 

 New World - Música tema de FFXIII-2, cantada por Charice