Confira nossa análise de Dissidia Final Fantasy NT

Como comentamos em um post anterior, já estamos com a nossa cópia de Dissidia Final Fantasy NT para o Playstation 4 e vamos fazer a análise da versão final do jogo, impressões com um pouco mais de 14 horas de jogo. Sabemos que muita gente ficou com o pé atrás depois dos Betas então vamos tentar trazer a luz sobre alguns pontos. Pega a cadeira que vem textão por aí!

É bem verdade que o último Beta é bem próximo do produto final, porém ao mesmo tempo ele se apresenta de forma muito mais completa que a experiência que tivemos no mês passado. Contraditório? Bom, a realidade é que as bases do jogo nós tivemos acesso no Beta, porém agora temos muito mais conteúdo e opções que fizeram falta no Beta.

Primeiramente vamos pular direto para o assunto mais polêmico que é o modo história. Tentando ser justos, o modo está sim presente no jogo e acreditamos que eles acabaram se enrolando na hora de divulgá-lo de forma correta. Primeiramente falaram que não teria, depois que seriam apenas cutscenes, mas a realidade é que o modo está lá e conta sim com lutas para avançar a história, não é apenas um grande “filme”. Algumas dessas batalhas inclusive são fantásticas lutas contra summons, que tem diversas mecânicas a serem seguidas e lembram bastante as batalhas de chefe em Final Fantasy XIV. Essas lutas por si só já fazem o modo história valer a pena.

O único ponto negativo é a duração que é mais curta em relação aos outros Dissidias – que anteriormente tinham um modo história para cada personagem, enquanto que aqui os personagens se separaram em alguns pequenos grupos que seguem caminhos diferentes revelando mais sobre o enredo. É esperado inclusive que este modo história seja expandido depois, junto com a inclusão de novos personagens.

Dito isso é importante notar que o foco do jogo está na empreitada da Square Enix em entrar para o cenário competitivo dos jogos de luta. O modo história está lá mas o prato principal com certeza está nas lutas em si, seja nos modos online ou offline. Aliás, uma coisa importante precisa ser destacada aqui: Muitos fãs mostraram uma preocupação real com o fato do jogo agora ser 3 x 3, porém a versão final do jogo trás boas novas: No jogo você também pode participar de batalhas 1 x 1 como no original, além de batalhas de 2 x 2. É uma adição realmente interessante para os saudosistas da época do PSP.

Outra coisa que não estava presente no Beta e trás grandes benefícios para o jogo é a possibilidade de criar Salas para reunir os jogadores. Nestas salas que podem reunir até 24 jogadores, é possível formar times e travar duelos seguindo as regras que o criador da sala impôs. Por exemplo, você pode limitar que apenas jogadores do mesmo nível que você participem, ou criar salas com jogadores que tenham bom sinal de conexão com você – evitando o famigerado Lag que assombrava partidas no Beta. Acreditamos que muitos jogadores vão preferir se reunir nessas salas, principalmente amigos que estejam querendo treinar.

A única coisa que nos incomodou até o momento foi que no modo Rankeado ainda é possível cair em algumas partidas com Lag – porque diferente do modo acima, não é possível restringir as batalhas apenas para quem tem boa conexão com você. Ele também pode demorar alguns minutos para encontrar uma partida rankeada, mas quem joga outros jogos como Overwatch sabe que normalmente partidas rakeadas realmente demoram um pouco mais para se formar porque tem que encontrar personagens de níveis parecidos. Com a chegada de mais players brasileiros agora na sexta-feira, esperamos que fique mais fácil e rápido encontrar partidas sem lags.

Vale destacar também que quem prefere jogar Offline tem muita coisa para fazer no jogo. Você pode criar as partidas com suas próprias regras (lembram do 1×1?) contra a IA e o modo Gauntlet trás diversos desafios, inclusive versões estendidas dos combates do modo história, incluindo dificuldades maiores.

Falando em melhorias em relação ao Beta, é uma coisa pequena mas alguns jogadores vão gostar de saber que na versão final americana finalmente trocaram o botão X pelo O para pulo e Brave Attack respectivamente, assim fica padronizado com o que era na versão PSP de Dissidia. Muitos jogadores se queixavam que os botões estavam invertidos, seguindo o padrão japonês. Caso você tenha se acostumado com os botões do Beta, pode trocar no menu.

Sobre a evolução de personagens, vale o adendo de que na versão final existem muito mais skills de buff e debuff do que as que estavam disponíveis no Beta para desbloquear. Os personagens também tem mais ataques de HP para selecionar conforme evoluem. Sobre os skins e armas, todos são apenas cosméticos e podem ser desbloqueados de duas formas.

A primeira, como vimos no Beta é o sistema de Tesouros que você ganha ao cumprir determinados objetivos, como evoluir o seu Player Level. Você pode abrir os tesouros no menu principal e cada vez que abre um, você receberá 3 itens aleatórios. Esses itens podem ser skins, armas, ícones ou novas músicas – para a extensa trilha sonora do jogo. Claro que aqui você conta com a sorte na hora de liberar as coisas.

Se você não gosta muito de depender da sorte, pode comprar qualquer um desses itens na opção Shop, que estava fechada durante o Beta. O preço dos skins de cada personagem é de um pouco mais de 10K gils, enquanto que as armas são um pouco mais de 7K gils. Os gils você ganha ao completar lutas – ganhando ou perdendo e também realizando diversas missões ao longo do jogo, que dão recompensas mais generosas.

Bom, nossas primeiras impressões com o jogo são extremamente positivas apesar do sabor estranho que o Beta havia deixado. O foco em batalhas 3 x 3 trás uma nova dinâmica para as batalhas e as batalhas de chefe são incríveis. Caso você realmente não tenha curtido o combate de 3 x 3 ainda é possível voltar aos moldes antigos do Dissidia e chamar alguém para um versus 1 x 1. Os novos personagens Ace, Ramza, Y’shtola e Noctis são boas adições ao elenco e mal podemos esperar pelo o que vem por aí. Quem não gosta de jogar online também tem bastante coisa para fazer no modo Gauntlet, que inclusive inclui versões expandidas das batalhas do modo história.

Ao longo dos próximos dias vamos subir as fichas de cada personagem e também uma explicação de como jogar o Dissidia e também um breve guia de cada um dos personagens, fiquem ligados! (E essa é só uma das surpresas que vem por aí)

Caso você não tenha comprado o jogo ainda, lembramos que você consegue um bom preço pegando neste link da Saraiva e escolhendo pagar a vista – dá um desconto maroto de 12% em relação a versão digital. Você ainda pode colocar para retirar na loja se o frete estiver muito caro, conseguindo um valor final sem frete! Tá aqui o link: https://goo.gl/5dYU1w

Quem já conseguiu o jogo antes do lançamento nacional e está jogando também, conta aqui para a gente nos comentários o que está achando e que personagens estão upando nesse comecinho de jogo!

Share

You may also like...